domingo, 31 de maio de 2009

Entre Moleskines e Corrupios

Eu sempre quis ter um moleskine, e para quem não liga o nome à pessoa, são aqueles livrinhos de anotações que cabem no bolso do paletó, do tipo usado por Indiana Jones. O problema na aquisição do meu objeto de desejo, é que eles são muito caros porque são importados. Através do Twitter (quem diria, hein?) descobri um blog lindo de morrer, chamado Corrupiola - experiências manuais, com uma produção de moleskines artesanais lindinhos. Até aqui tudo normal em nossa sociedade de informação e conhecimento,blá, blá, (CASTELLS, 2002), mas depois de escolher e comprar os meus moleskines, chamados pela artesã de corrupios, recebi o pacote pelo correio com os moleskines embalados com capricho e um cartão que agradecia o apoio ao artesanato e que esperava que eu gostasse do produto. Não era um cartão padrão, era uma mensagem escrita pela pessoa que me vendeu o produto, uma forma carinhosa e simpática de concluir a venda e conquistar o cliente. Recapitulando: twitter, blog, produtos artesanais, venda pela Internet, envio pelos correios, cartão com mensagem pessoal, capricho na confecção e envio dos produtos. Resultado: inovação, divulgação e, é claro, muito sucesso!

3 comentários:

Danielle disse...

Oi Ana Bia. Encontrei seu blog, que aliás, tá super legal. Não escolhi vc a toa para estar na minha banca examinadora...sabe tudo de tecnologia em! Mas veja bem, cuidado com meu trabalhinho viu. Se liga!!!!kkkkkk
Bjão querida.

Ana disse...

Dani,

Eu esqueço que você é desenrolada nessa praia... Não se preocupe, eu sou muito "bascaninha" nas bancas...

Beijos

Sérgio F. Lima disse...

Opa Ana

Uma outra alternativa bacana aos moleskines originais são os ciceros (www.papelariacicero.com,br)

Digamos que tem tudo que os moleskines originais mas por um preço decente :-)

Ads Banner

Google Analytics