sábado, 27 de novembro de 2010

A minha palestra

Eu fui preparada para um evento acadêmico normal, mesa comprida, telão com datashow, microfone etc. Quando entrei no local da palestra, fiquei em estado de choque: era um estúdio muito bem montado, com duas câmeras potentes, sistema de som e iluminação profissional e uma TV de LCD enorme para projetar os slides. Quase tive um faniquito! O rapaz que conduzia as apresentações me deu instruções: não fazer movimentos bruscos, me manter nas marcações do piso, evitar gestos exagerados, não avançar em direção à câmera, enfim, uma série de orientações que me fizeram querer sair correndo na hora. A sorte é que eles espertamente já tinham trancado a porta. Além de tudo isso, eu ainda iria falar depois da Vani Kenski. Vocês tem que concordar que é responsabilidade demais... Bom, tentei manter a calma dentro do possível, fiz a minha apresentação durante os quarenta minutos previstos e o tempo parecia voar. Depois da apresentação, tive vinte minutos para responder às questões enviadas pelos internautas. As perguntas foram muito semelhantes em todas as palestras e indicam que as nossas preocupações com a estrutura e o futuro da EAD também estão presentes entre os professores e alunos. Não tenho a menor ideia do resultado final, só sei que adorei a experiência e no final, estava quase tomando o microfone da apresentadora para ficar mais tempo no ar (hahaha! Eu sei, é ridículo...).

2 comentários:

Cristiano Ferronato disse...

Mas apesar de tudo isso parece que se saiu muito parabéns.

Ana disse...

Querido,

O bom de envelhecer é que cada vez damos mais importância a viver os momentos do que apenas aparentar ser alguma coisa. Eu me diverti de verdade, aproveitei ao máximo sem me preocupar muito com o resultado final. Por isso mesmo acho que deu tudo certo, independente do resto. Saudades de você...

Beijos,

Ana

Ads Banner

Google Analytics