domingo, 27 de março de 2011

Orientandos qualificados!

Durante o mês de março, os meus dois orientandos do mestrado em Educação Matemática e Tecnológica qualificaram os seus projetos e se eu pudesse resumir todo o processo em uma imagem, eu estaria dançando em nuvens cor-de-rosa acompanhada de unicórnios voadores, semeando a paz e a boa vontade entre os habitantes da Terra... Deu para notar que foi maravilhoso? Pois é, eu fique muito feliz com os resultados que conseguimos alcançar. Em primeiro lugar, são os meus primeiros orientandos de mestrado e, embora eu não perceba grande diferença entre o processo de orientação de alunos de graduação, especialização e mestrado, a responsabilidade é muito maior no último caso. Estamos todos dentro de um programa de pós-graduação e todos os resultados impactam no conceito do programa, devidamente avaliado pela CAPES. A qualificação no EDUMATEC acontece exatamente um ano após o ingresso do aluno que terá mais um ano pela frente para concluir o trabalho. Eu vejo a qualificação como um excelente momento para definir o foco da pesquisa, suprimindo as incertezas e as divagações porque a partir das observações da banca, é só trabalhar duro e terminar a pesquisa. A primeira qualificação foi de José Severino, intitulada "A ação docente na EAD: a mediação do tutor entre o discurso e a prática". Na banca estavam presentes a Professora Patrícia Smith e o Professor João Mattar. Utilizamos a ferramenta Skype para nos comunicarmos com o Professor João Mattar (que estava em São Paulo) e foi muito interessante estabelecer uma dinâmica de avaliação diferenciada. As contribuições foram ótimas, todas voltadas para refinar o foco da pesquisa: "limpar" o histórico direcionando-o para a questão da tutoria, inserir um capítulo sobre tutoria e outro sobre mediação e justificar a escolha das instituições de forma mais detalhada. Uma hora depois da qualificação, o João Mattar colocou várias questões no Facebook e no Twitter, gerando comentários de vários seguidores. O José teve os seus quinze minutos de fama...:) No dia 23, foi a vez da qualificação de Dagmar Heil Pocrifka intitulada "As políticas públicas de inclusão digital na formação de professores no estado de Pernambuco". Na banca estavam o professor Sérgio Abranches e a Professora Sônia Pimenta e foi muito interessante porque conseguimos desenrolar uma série de pequenas questões que estavam empacadas. Eles facilitaram bastante os próximos passos da pesquisa de campo, eu queria arrancar o couro de Dag com oitenta entrevistas de professores, gestores, coordenadores, pessoal de apoio e até mesmo a tia-avó de noventa e dois anos que vive na comunidade mais isolada do interior de Pernambuco. Mas nãoooo, a banca insensível aos meus propósitos, facilitou a vida da minha orientanda! Pode? A partir das sugestões, mudamos o foco da pesquisa para o professor, retiramos algumas gorduras e ampliamos a discussão sobre o panorama das políticas públicas. Resumo da ópera: os dois já estão com as diretrizes definidas, agora é só manter o foco nas ações para finalizar a pesquisa. Como os dois querem terminar até outubro, posso me dedicar ao meu passatempo favorito: arrancar o couro dos meus orientandos inocentes e desavisados. Aguardem os próximos capítulos! Muahahahahaha...

Um comentário:

Josivânia Freitas. disse...

Professora linda,

Não sei por que sentir meu coro nesse meio.kkkkkkkkkkkkkkk


Adoroooooooooooo!!

huauu

Ads Banner

Google Analytics