sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Uma defesa perfeita

Hoje foi um dia realmente especial, daqueles que vou lembrar por muitos anos como um exemplo de um dia agradável e perfeito. A manhã começou com a defesa da dissertação da minha orientanda querida, Dagmar Heil Pocrifka. A pesquisa que ficou com título final "A inclusão digital de professores nas políticas públicas no Estado de Pernambuco", apresentou três políticas de inclusão digital: o Professor Conectado (esfera estadual), Professor.com (esfera municipal-Recife) e UCA (esfera federal). A análise de dados contemplou os documentos oficiais dos três programas e as entrevistas realizadas com 30 professores, utilizando o software Atlas TI para a análise de conteúdo. A pesquisa iniciou com a escolha de três categorias a priori fundamentadas na proposta de Warschauer: equipamento, conectividade e letramento. Durante a pesquisa surgiram elementos novos e surpreendentes para nós como a gestão, a usabilidade e o conhecimento do programa que foram elencados como categorias a posteriori. A conclusão final do trabalho foi que a inclusão digital não acontece, de fato, nos programas governamentais de inclusão digital porque os professores que realmente precisam da inclusão continuam à margem do processo, enquanto os que já estão incluídos encontram subsídios para melhorar a sua apropriação tecnológica. A banca foi formada por professores brilhantes e queridos que deram excelentes contribuições para o trabalho: Sérgio Abranches (UFPE), Sônia Pimenta (UFPB) e Dilmeire Vosgerau (PUC-PR) que co-orientou o trabalho em uma parceria maravilhosa. Trabalhar com Dagmar foi uma das melhores experiências que já tive como orientadora e não poderia deixar de elogiar a sua persistência, comprometimento e capacidade de trabalho. Ela trabalhou muito e todo o seu esforço foi reconhecido na fala dos professores durante a banca de defesa. É uma pena que o processo de construção da pesquisa não apareça no resultado final e por isso mesmo eu gosto de falar sobre o desempenho do aluno na pós-graduação durante os dois anos de luta. Alguns alunos aproveitam ao máximo a sua formação no mestrado e conseguem sair do curso realmente estruturados e prontos para qualquer desafio da carreira acadêmica. Dagmar, sem sombra de dúvida, faz parte desse grupo. Depois da defesa, fomos almoçar na Oficina Brennand e conversamos tanto que qualquer observador pensaria que era o encontro de cinco amigas de infância que precisavam colocar em dia o assunto de uma vida inteira apenas durante um almoço!Acabamos comemorando a defesa de Dagmar e o meu aniversário antecipadamente, arrematando o almoço com uma sobremesa maravilhosa que envolvia banana frita, sorvete e paçoca (sim, é para ficar com água na boca mesmo!). Um dia como esse me faz acreditar que a vida merece ser vivida de forma plena e que somos realmente pessoas privilegiadas quando conseguimos reunir ao nosso redor pessoas interessantes, com energia positiva em nível máximo e que realmente gostam de nós. Parabéns, Dag! Você merece!

8 comentários:

Thelma disse...

Ana, Dag é uma excelente pessoa e aluna, como todos sabemos, mas penso que ela só avançou desta maneira brilhante, porque teve uma orientadora brilhante como tu. Vocês duas estão de parabéns!
A celebração foi maravilhosa mesmo! Parecíamos 5 amigas de infância, cheias de assuntos e em perfeita sintonia. Massa!!!!

Amanda Costa disse...

Parabéns (às duas) pela conquista! Deve ter sido emocionante, e fiquei mordendo o cotovelo com essa história de almoço em Brennand, ainda por cima com banana split! Que malvadeza!!!!

Ana disse...

Thelmita,

Obrigada!Você é sempre muito generosa nos elogios. A orientação é uma atividade complexa na qual precisamos nos colocar como pesquisadores ao mesmo tempo em que respeitamos os interesses, o tempo e o amadurecimento do aluno. É um trabalho árduo, mas que vale muito a pena quando temos resultados como esse.

Beijos

Ana disse...

Mandy,

Foi emocionante mesmo, você teria adorado o assunto! Não fiquei com o cotovelo mordido, vamos marcar para almoçarmos bem chiques no Brennand novamente. Quero explorar os galpões com calma e fazer várias fotos bacanas. Topas?

Beijocas,

Amanda Costa disse...

Mas é claro que topo!!! Eu nunca fui lá, acredita? Já passei na porta quando fui visitar a ONG Papai, mas o tempo corrido não me permitiu entrar! Tenho muita vontade de conhecer!

Cristiano Ferronato disse...

Parabéns mas defesa perfeita só acontece com temos bons orientadores e vc já está nesse nível. Quem duvidava né. Beijão e muitas saudades. Minha defesa será dia 28, as 14 horas no ppge.

Vanessa Petruz disse...

Olá Ana, esta dissertação está disponível on-line?

Abraços

Ana disse...

Vanessa,

Dei uma olhada no site do PPGEdumatec e a dissertação ainda não está disponível. A sua pergunta me deu a ideia de colocar a produção dos meus orientandos aqui no blog para as pessoas acessarem o material. Vou providenciar isso na próxima semana e disponibilizarei a dissertação da Dagmar aqui mesmo, ok? Vocé também pode consultar o link do PPGEdumatec, várias dissertações sobre tecnologia na Educação estão disponíveis lá. O link é http://www.gente.eti.br/edumatec/index.php?option=com_content&view=article&id=8&Itemid=11

Abraços,

Ana

Ads Banner

Google Analytics