domingo, 6 de abril de 2008

Artigo Estudos Culturais e o Pró-Licenciatura

Transformei o meu projeto de seleção para o doutorado em um artigo para apresentar no ESUD 2008, que acontecerá no final deste mês em Gramado. Já coloquei um link com o texto aqui no blog (em artigos publicados) para quem quiser dar uma olhada. As mudanças nas políticas públicas de educação a distância vem confirmando minhas hipóteses sobre os programas governamentais. É bem estimulante quando os fatos consolidam nossas suposições acadêmicas, mas por outro lado, torna-se mais difícil manter o foco. Neste momento, o Pró-Licenciatura está superado pela Universidade Aberta do Brasil (UAB), e mesmo com tantas coisas acontecendo, preciso manter o recorte temporal no meu objeto. Meus colegas de doutorado Ramsés e Cristiano Ferronato tiram isso de letra, já que são historiadores, mas quando sento para escrever meu trabalho sou inevitavelmente atraída pelas mudanças atuais que estão acontecendo na EAD. Imagine se este impulso se tornasse incontrolável, eu não ia terminar este trabalho nunca... O tempo urge impiedoso (tic-tac-tic-tac).

2 comentários:

Manuel Fernandes disse...

Pois é amiga Ana, quem não sofre com este permanente mudar no nosso campo de estudo? Resta-nos estarmos atualizados e colocar nosso olhar crítico sobre o que vai acontecendo. Se é certo que, à partida, o nosso objeto parece longe de ser atingido, logo algum outro pesquisador se "atreve" a imiscuir-se nos "nossos assuntos". Nesta área, o saber e o questionamento, parecem voar. A nós de termos essa percepção e irmos adequando o nosso interesse àquilo que sempre resta inconcluso.
Não desanime... a vida é isso mesmo: movimento e ação!

Um abraço [[ ]]
MF

Ana disse...

MF,

Este é o nosso maior desafio, ser flexível e resistente ao mesmo tempo para dobrarmos sem quebrar... Sigo me adaptando aos constantes questionamentos.

Beijos,

Ads Banner

Google Analytics