sábado, 21 de fevereiro de 2009

Sob o céu que nos protege

Quando eu estava na universidade, fui monitora da disciplina Astronomia durante dois anos consecutivos. Correndo o risco de entregar a idade, posso dizer que meu interesse foi despertado pela passagem do Cometa Halley. Na época, a imprensa fez uma cobertura intensa sobre a passagem do cometa, que acabou sendo decepcionante porque as pessoas imaginavam uma bola de fogo atravessando o céu. A realidade foi bem diferente, mas eu já estava envolvida com as estrelas de forma definitiva. Depois da experiência como monitora, participei durante muitos anos do Clube de Astronomia, que buscava divulgar a ciência para as crianças e jovens do Ensino Fundamental e Médio, através de oficinas e olimpíadas anuais. O Curso de Licenciatura em Geografia da UEPB, oferece em sua grade o curso de Astronomia como atividade acadêmica, para contabilizar as horas de AACC. Quando vi o programa da disciplina, fiquei entusiasmada e resolvi acompanhar a orientação dos alunos. O material foi desenvolvido por professores da UFRN e tenho pesquisado bastante outros materiais na Internet para complementar as atividades. Como este é o Ano Internacional da Astronomia, existe uma quantidade enorme de material na rede, com vídeos, animações, imagens do telescópio Hubble, entre centenas de atividades e outros materiais disponíveis nos sites. O site da NASA, por exemplo, disponibiliza centenas de imagens, vídeos e materiais diversos, embora a navegação não seja fácil. A Astronomia sempre se caracterizou pela contribuição intensa de observadores amadores, espalhados pelo mundo todo. Como o céu é imenso e apinhado, estas contribuições são importantíssimas e não é raro algum objeto celeste levar o nome de um astrônomo amador. O projeto SETI - Busca por Vida Inteligente Extraterrestre, por exemplo, distribuiu vários arquivos para serem rastreados por pessoas no mundo todo, um projeto que pode ser considerado como embrião no compartilhamento e colaboração coletiva para a construção de conhecimento. Estudar Astronomia hoje em dia é tão interessante que os alunos do Curso de Administração a Distância pediram para acompanhar o curso, mesmo não tendo relação alguma com o currículo do curso. Fiquei surpresa e satisfeita, pois fica claro que os alunos se interessam sim, desde que seja algum conhecimento que eles considerem significativo, tanto no aspecto profissional como pessoal. Termino este post com um dos vídeos disponíveis na rede sobre buracos negros nas galáxias.

Um comentário:

Manuel Fernandes disse...

É Ana amiga...
Nem o carnaval (que não curto!) consegue dispersar a pressão que este mundo "lunático" em que estamos inseridos (falo de nossa luta pelo diploma de Dr). Por ser essa "viagem" bastante complicada e a nossa mais próxima realidade, acredito que também eu vou aderir ao estudo da astronomia. Para virar um novo "Harley" só me falta a cauda... a cabeça de fogo eu já consegui!

Um abração e boa diversão.

Ads Banner

Google Analytics