quinta-feira, 2 de julho de 2009

Abandonando a Tese

Nas duas últimas semanas fiquei ocupada colocando os trabalhos atrasados em dia, corrigindo trabalhos e provas, revisando o material da disciplina do curso de Letras a distância e finalizando a minha tese. Durante esse processo, descobri que tinha finalmente encerrado a minha pesquisa "doutoral" (por favor, perdoem a arrogância do termo, mas é que eu ouvi essa expressão de uma colega que está começando o trabalho agora, e não pude deixar de rir, é ridículo!). Enquanto eu ajeitava um capítulo aqui, organizava outro ali, me dei conta que não tinha mais o que pesquisar, não tinha mais documentos para ler ou material para buscar. A pesquisa estava acabada e tudo o que me restava era processar o abandono, de forma tranquila e equilibrada. Tem gente que nunca abandona o seu trabalho, na véspera da apresentação ainda encontra alguma coisa para acrescentar, um autor para inserir ou um comentário para fazer. Escrevendo o último capítulo, eu me dei conta de que poderia acrescentar algo sobre redes sociais na tese, mas consegui frear a intenção em tempo. Imagina só, eu iria começar uma nova pesquisa e obviamente um novo trabalho. Quando se fala em disciplina para escrever uma tese, as pessoas pensam em organização e produtividade, mas existe uma outra dimensão igualmente importante: saber quando parar. Não me entendam mal, não estou dizendo com isso que o meu trabalho está pronto e acabado, que dei conta de tudo o que era possível sobre o tema. Muito mais coisa poderia escrita sobre o assunto, mas o importante é que consegui concluir tudo o que eu pretendia. Os objetivos foram alcançados, a hipótese comprovada e todas as coisas novas que surgiram nos últimos meses, servirão como base para o pós-doutorado ou para outros momentos. Quem pesquisa tecnologia, educação e comunicação sabe que a cada semana surgem novos trabalhos e artigos, é impossível dar conta de tudo.Eu não aguento mais o assunto, já estou interessada em outras coisas, quero fazer outras pesquisas. Mesmo assim, vou me dedicar na próxima semana a passar três dias consultando o portal da Capes na Universidade para ter certeza que não escapou nenhum material importante sobre o tema. Fora isso, é preparar a defesa, publicar e...UFPE já estou chegando!


#O post sobre o concurso é o campeão de comentário até a agora no blog. O professor Niraldo colocou até uma mensagem no Twitter sobre ele. Fiquei toda fofa!Depois daquela maratona se eu não comentasse aqui, acho que explodiria ou enfartava...

6 comentários:

Lilian disse...

Oi Ana! Esses momentos são fortes, né? Vc tem toda razão, muitos dos casos que vemos de gente que abandona a tese ou estoura os prazos tem a ver essa dificuldade de limitar o escopo do trabalho. E isso é um dos aprendizados mínimos para alguém que pretende ter o título de doutor! Parabéns! Estou curiosa para conhecer o seu trabalho!
abços

Ana disse...

Lilian,

Quando eu fiz o mestrado eu aprendi a organizar a forma como eu estudava, sistematizando o conhecimento e as descobertas. No doutorado, descobri a que a disciplina interna, mantendo o foco no cerne da pesquisa faz toda a diferença. O meu projeto inicial do doutorado foi seguido ao pé da letra e para cada disciplina que eu cursei, desenvolvi um artigo que serviu para ser aproveitado em alguma parte da tese. Por isso tudo, estou conseguindo terminar em menos tempo. Assim que eu depositar no PPGE vou colocar um link para o arquivo aqui.

Brigadão pela força!

Beijos

D@ni disse...

Ah, meu Deus, tá de malas prontas né?
Só posso te desejar uma maravilhosa apresentação (já sabendo do seu sucesso). Lembra das palavras que vc mesma me disse: "Dani, fique tranquila, esse é o momento para vc colher os frutos do seu trabalho"? Pois bem, repito para vc agora.... Sucesso lindona. Bejim

INFORMÁTICA COM A PROFªCYNARA disse...

Olá, Ana
sou eu novamente...mais uma vez percebo que o encontro de duas pessoas não acontece por acaso!Existe sim, um significado...e depois daquele nosso encontro na UFPE,acho que foi mais ou menos em setembro de 2008.E exatamente hoje depois de tanto tempo lhe reencontro na NET e me "acalmando" com suas palavras!!Mais uma vez a "identificação".Exatamente agora chego a conclusão que a minha pesquisa de Mestrado chegou ao fim... e fiquei a pensar será mesmo?? E Navegando lhe reencontro!!E que alívio quando li no seu texto "...igualmente importante: saber quando parar..."também concordo com você "Muito mais coisa poderia ser escrita sobre o assunto, mas o importante é que consegui concluir tudo o que eu pretendia"...e estou sentido também como você... "Os objetivos foram alcançados, a hipótese comprovada e todas as coisas novas que surgiram nos últimos meses, servirão como base para o " Doutorado" ou para outros momentos. Quem pesquisa tecnologia, educação e comunicação sabe que a cada semana surgem novos trabalhos e artigos, é impossível dar conta de tudo.Eu não aguento mais o assunto, já estou interessada em outras coisas, quero fazer outras pesquisas". Então Ana,obrigada por me "acalentar" "acalmar" justamente nesse momento tão delicado e "mágico"
Um forte abraço e espero lhe encontrar no EPENN, também irei apresentar uma Comunicação Oral por lá!E não "repare" no meu Blog!!Risos ele não chega nem aos pés do seu...tenho mania de me sobrecarregar de mil e umas atribuições e nunca me sobrou tempo para me dedicar ao mesmo...Mas, ser Blogueira é algo que me encanta e pretendo em breve uma dedicação maior!!Por enquanto fico apredendo como ser "Blogueira profissional" com os amigos (você) e com o amigo Fernando Pimentel (meu colega do Mestrado da UFAL e de Maceió).
Com carinho Cynara

Ana disse...

Dani,

Malas prontas prá onde? Vou defender aqui mesmo na UFPB e depois vou trabalhar na UFPE, mas continuarei morando aqui em João Pessoa. Pode deixar que vou ficar bem caaaallmaaa. Se não enfartei no concurso, aguento qualquer coisa. Como diz Elle Woods em Legalmente Loira, sou capaz de encarar até um concurso de cueca!

Beijos

Ana disse...

Cynara,

Claro que me lembro de você, imagina só se eu ia esquecer o único momento quase celebridade da minha vida? kkkk Que bom que meus textos e minha experiência sirva para acalmar você, esse é meu objetivo, compartilhar essas experiências estressantes, mostrando que existe luz no fim do túnel e não é o farol do trem! Nos encontramos aqui no EPENN!

Beijão

Ads Banner

Google Analytics